Group Consultoria e Contabilidade – Blumenau e Gde. Florianópolis Contribuinte Legal: Comissão aprova inclusão do Simples Nacional | Group Consultoria e Contabilidade - Blumenau e Gde. Florianópolis

Contribuinte Legal: Comissão aprova inclusão do Simples Nacional

MP do Contribuinte Legal pode passar a incluir empresas optantes pelo Simples Nacional, permitindo renegociação de dívidas tributárias.

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, a CAE, aprovou, nesta terça-feira, 10, projeto que regulamenta a possibilidade de as empresas enquadradas no Simples Nacional fazerem transações tributárias.

O projeto foi apresentado pelo senador Luiz Pastore e pelo deputado Marco Bertaiolli, respectivamente presidente e relator da comissão mista da MP do Contribuinte Legal, 899/2019, que regulamenta a transação tributária prevista no Código Tributário Nacional (Lei 5.172, de 1966).

A MP foi aprovada na comissão mista em 19 de fevereiro e aguarda votação na Câmara dos Deputados.

Transação Tributária
A transação tributária é uma negociação entre contribuintes e a União para regularização de débitos fiscais e a resolução de conflitos. Já o Simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos para microempresas e empresas de pequeno porte, ou seja, um regime simplificado para o pagamento de tributos.

O senador Jorginho Mello, relator do projeto na CAE, explica que permitir a transação tributária para micro e pequenas empresas exige edição de lei complementar para sua regulamentação. Por isso, não podia ser tratada no texto da medida provisória.

Caso o instituto não seja regulamentado para aplicação ao Simples Nacional, somente 30% das empresas poderão fazer transação tributária.

“Não é lógico regular o instituto da transação tributária, mais de cinco décadas depois de sua previsão no Código Tributário, e deixar de fora a maioria das empresas em atividade no país”, argumenta o senador, que propôs apenas um ajuste para melhorar a redação do projeto.

Contribuinte Legal
Assinada no dia 16 de outubro, a Medida Provisória do Contribuinte Legal, MP 899/2019, estabelece requisitos e condições para a regularização e a resolução de conflitos fiscais entre a Administração Tributária Federal e os contribuintes com débitos junto à União.

A lei permite que credor e devedor, no caso União e contribuinte, negociem um acordo a fim de efetivar o pagamento da dívida tributária. A MP do Contribuinte Legal prevê a redução de juros, multa e dá a possibilidade de parcelamento dos valores. Contudo, não prevê a participação de empresas do Simples Nacional.

O texto para inclusão do Regime na MP do Contribuinte Legal, Projeto de Lei Complementar (PLP) 4/2020, agora segue com pedido de urgência para análise em Plenário.

Saiba mais

Destaques do Blog

Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves

Os usuários do Pix já fizeram 4,39 milhões de portabilidade de chaves, entre 5 de outubro e o último domingo (22), informou hoje (24) o Banco Central (BC). O número de chaves cadastradas chegou a 83,49 milhões. As chaves são a forma de identificação do recebedor no novo sistema de pagamentos e transferências instantâneas. Com […]

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais: tudo O que você precisa saber.

I – INTROITO “Os dados são o novo petróleo”. Essa afirmação carrega muito da transformação pela qual o mundo passou nas últimas décadas. Com a ampliação do uso da internet, cada vez mais as relações se desenvolvem nesse meio. Como consequência, dados pessoais são constantemente transacionados. De compras on-line a redes sociais, de hospitais a bancos, de escolas […]

Fazenda lança aplicativo Malhas Fiscais

Para otimizar os trabalhos no combate à sonegação fiscal, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) lança, o aplicativo Malhas Fiscais. O objetivo é buscar valores que foram omitidos do Fisco e a regularização de pendências fiscais, transformando dados em informação e potencializando o controle de qualidade das organizações contábeis. O sistema, desenvolvido pelo Grupo […]

Fale Conosco

Unidade Blumenau

47 3035-4485

Unidade G. Fpolis

48 3374-4130

Unidade St. Amaro

48 4107-1970

Unidade São Paulo

11 3568-2839